Acadêmicos

Bernadete Crecêncio Laurindo

Catarinense de São José. Residente em Sinop, há 32 anos. Bernadete Crecêncio Laurindo é Advogada, Professora, e aposentada por tempo de serviço, pelo Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso, como Oficial de Justiça. Graduada em Letras e Direito, cursou Pós-Graduação Lato Sensu, com Especialização em Língua Portuguesa.

Escreve contos, crônicas e poemas. Sua poesia fala, predominantemente, do amor e suas intrincáveis nuanças, e convida a refletir sobre o cotidiano das relações humanas, sobre o mundo da pessoa e sua essência; questiona a brevidade da vida e sua inexorável finitude.

Além do significado literal, suas obras são ajaezadas de linguagem figurada, fortemente sentida. Os recursos estilísticos lhe conferem a alma da poesia. A combinação das palavras tece harmonia entre ritmo e sonoridade.

Bernadete Crecêncio Laurindo é autora dos livros de Poemas “Por Falar em Ti” e “Encontros de Longes Caminhos”. Prepara-se para lançar um novo livro, em que a própria autora é personagem real, e que relata a história de uma família sob o estigma da hanseníase, história essa, ocorrida no período de 1940 a 1952, sob o governo de Getúlio Vargas.

Membro da Academia Sinopense de Ciências e Letras, é fundadora e ocupante da Cadeira n. 4, cujo Patrono é o poeta Cruz e Souza.

A Acadêmica Bernadete Crecêncio Laurindo foi Presidente da Academia Sinopense de Ciências e Letras, no período de setembro de 2015 a outubro de 2016, tempo em que contribuiu para o reavivamento dessa Instituição, com a tomada de novos rumos, propiciando-lhe conquistas decisivas para impor-se como respeitável Entidade Cultural, tanto no meio sinopense, quanto na região.

Bernadete veio para Sinop, em janeiro de 1986, com o fim específico de gerir a criação, implantação e funcionamento da Escola Gente Esperança da APAE local. Respondeu, durante oito anos, pela direção geral e orientação didático-pedagógica daquela entidade.

Professora desde os quinze anos de idade, atuou nos diversos níveis do Ensino Regular, e na Educação Especial - área de Deficiência Visual, com o método de escrita ampliado e Braille. Em Mato Grosso, contribuiu, na orientação pedagógico-administrativa, para a criação de diversas entidades de Educação Especial – APAEs e PESTALOZZI - nos municípios de Juara, Juína, Sorriso, Vera, Cláudia, Mutum e Colíder, dando assessoria constante, ministrando cursos, palestras, e coordenando demais atividades inerentes a essa mesma orientação.

É membro do Fórum Permanente de Educação do Município de Sinop, e participou da elaboração do Plano Decenal de Educação para o decênio 2015/2025. Sua prática e experiência docente abrangeu, desde o Primeiro Ano do Ensino Fundamental, até a Universidade, tanto nas modalidades de Ensino Regular, como na de Ensino Especial. Atuou como docente na rede pública de ensino dos Estados de Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso. Inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil, atualmente, exerce a advocacia.

O Plenário do Legislativo Sinopense aprovou o Decreto Legislativo n. 019/2004, que lhe concedeu o Título de Cidadã Sinopense Benemérita.