Institucional

A ACADEMIA SINOPENSE DE CIÊNCIAS E LETRAS (ASCL)

A Academia Sinopense de Ciências e Letras foi criada oficialmente no dia três de novembro de 2008. A ata de fundação foi  assinada pelos seguintes: Ireneu Bruno Jaeger, Marli Terezinha Walker, Josemar Nunes, Santiago Vilela  Marques, Luiz Erardi Ferreira dos Santos, Marcelina de Andrade Oliveira, Fiorelo Picoli, Viviane Maria Malheiros Dal Berto, Tânia Pitombo de Oliveira,  Marli Chiarani, Sandra Luzia Wrobel Straub e o secretário Adjunto de Cultura Fernando Assunção.

Anteriormente já haviam acontecido reuniões preliminares incentivados pela Casa da Cultura e o assunto fora abordado em Varal de Poesia na UNEMAT. Uma reunião mais definitiva acontecera  no dia 17/07/2007. Estiveram presentes: Ronaldo Teodoro, Josemar Nunes, Marcelina de Oliveira e Fernando Assunção.

O encaminhamento da documentação e redação do Estatuto estiveram a cargo da Acadêmica Viviane Dal Berto (de saudosa memória).

A logomarca foi criada pela artista gráfica Cristiane Oliveira.

O estatuto foi devidamente registrado em cartório e feito o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, sob número: 10.644.077/0001-58.

Ainda em 2009 foi lançada a primeira revista,  de forma solene, na Câmara Municipal, com apoio incondicional de todos os vereadores, tendo a própria Câmara patrocinado a edição, juntamente com a Colonizadora Sinop SA. Nesta revista o primeiro presidente, Acadêmico Ireneu Bruno Jaeger, em editorial, traçou os rumos que tomaria a Academia.

Na revista todos os componentes tiveram breve biografia publicada e uma parte de sua obra. A revista teve como título Alimente! e aparece na capa uma plantinha sendo regada por uma caneta.

O primeiro estatuto já previa quarenta cadeiras o que foi mantido com a reforma em 2016, sendo oito para pessoas dos municípios do norte de Mato Grasso. Em o novo estatuto foram estabelecidas vinte vagas para Acadêmicos Correspondentes. Os relatores do novo estatuto, adaptado a exigências legais, foi elaborado pelos Acadêmicos Jeferson Diel e Marieta Prata de Lima Dias, sob a tutela da presidente Bernadete C. Laurindo e com sugestões dos demais Acadêmicos.

Nem sempre a Academia pode desenvolver suas atividades a contento, por falta de uma sala própria. Inicialmente os acadêmicos se reuniam numa sala da Secretaria da Diversidade Cultural, onde recebeu, como doação,  uma mesa grande oval, que não pode ser levada para as salas pequenas que depois recebeu do poder público. A certa altura foram realizadas reuniões em sala do Museu de Sinop, sob a tutela do Acadêmico Luiz Erardi F. dos Santos.

Em 2013, com a intervenção do Secretário de Educação Raimundo Hedvaldo Costa e do vereador Francisco Specian Júnior a Academia recebeu uma sala na então Secretaria de Educação, com documento assinado pelo prefeito Juarez Costa. Localizava-se à Avenida das Embaúbas. (antigo Hospital Celeste). A Academia fez reparos na sala para poder usá-la. Com a demolição prevista deste prédio, a prefeitura cedeu outro local junto a um departamento da Secretaria, na mesma avenida,  mais perto da Prefeitura.

Também esse prédio foi exigido pelos proprietários, tendo a ASCL sido removida para uma sala da Secretaria de Educação, à Rua das Primaveras, 4667 (antigo Piso Teto), local onde atualmente tem sua sede.

Durante estes anos todos, a Academia teve importantes participantes, cujo rol se encontra ao final deste histórico. Muitos deles, professores universitários, tiveram que ausentar-se para fazer cursos de Pós Graduação (Mestrado, Doutorado ou Especializações).

Durante esse tempo, a ASCL teve a colaboração de muitas entidades e pessoas, que chamados benfeitores, e também estarão relacionados no final deste histórico.

A ASCL teve contato com entidades congêneres como a Academia de Nova Mutum e a Academia Mato-grossense de Letras de Cuiabá.

Vários acadêmicos foram a escolas municipais, estaduais e particulares dar palestras incentivando a literatura. Inclusive as escolas da Gleba Mercedes tiveram visitas.

A ASCL promoveu o lançamento de diversas obras científicas e literárias, bem como editou vários números de sua revista, ultimamente de forma eletrônica.

Em 2015, a instituição promoveu concursos literários e juntamente com a Secretaria Municipal de Educação promoveu o lançamento de novo livro da renomada escritora Ana Maria Machado.

O trabalho da Academia sempre esteve presente nas promoções culturais das universidades de Sinop especialmente nos Varais de Poesia e Simpósios de Literatura.

No dia 23/07/14 realizou-se a solene posse dos catorze acadêmicos atuantes na entidade. O evento realizou-se no salão do Sindicato dos Madeireiros (SINDUSMAD) de Sinop e foi prestigiado por autoridades civis e religiosas. No momento foi imposto pelo presidente o pelerine aos seguintes, com numeração de suas cadeira: Cadeira nº 1 Ireneu Bruno Jaeger, cadeira nº 2 Josemar Nunes, cadeira nº 3 Luiz Erardi F. dos Santos, cadeira nº 4 Bernadete Crecêncio Laurindo, cadeira nº 5 Adélia Stédile de Matos, cadeira nº 6 Rosana de Barros Varella, cadeira nº 7 Jéferson Odair Diel, cadeira nº 8 Jaqueline Sandra Diel, cadeira nº 9 Marieta Prata de Lima Dias, cadeira nº 10 Klaus Henrique Santos, cadeira nº 11 Cristiane Oliveira, cadeira nº 12 Pe. Ramiro Perotto, cadeira nº 13 Fábio Kawati e cadeira nº 14 Vinicius Dallagnol Reis.

Em dezesseis de setembro de 2015 a ASCL foi declarada de utilidade pública pelo decreto 208/2015.

Finalmente, em dezesseis de dezembro do mesmo ano, sob a presidência da Acadêmica Bernadete Crecêncio Laurindo, depois de cansativos encontros políticos, a ASCL conseguiu a CESSÃO DE USO DE IMÓVEL PÚBLICO (Lei municipal 2251/ 2015), assinada pelo Prefeito Juarez Costa. Trata-se do imóvel R-39-B7, com extensão de 2.006,90 m2, situado à Avenida Alexandre Ferronato, perto do Centro de Eventos Dante de Oliveira, em Sinop – MT.

No processo de pedido do terreno acima referido foi anexada planta baixa de 1292 m2, gratuitamente elaborada pelo “Fórum de Arquitetura”. O Departamento de Engenharia da Unemat está elaborando as plantas necessárias para a construção.
Entre as muitas atividades da Academia destacam-se várias celebrações feitas no Lar dos Vicentinos,  com direito a música, declamações e “comes e bebes”.

Destacamos ainda apresentação feita no salão da OAB com presença de muitos advogados. No mesmo salão foram lançadas três obras de Acadêmicos.

Já no ano de 2016, foi realizada brilhante e festiva Noite Cultural, organizada pela Escola Técnica CECITEC, sob a coordenação do Acadêmico Josemar Nunes, com a participação de vários Acadêmicos.