Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Notícias

SÉRIE: CONHEÇA - Um conto sobre o nobre Fragoso

Publicação: 04/06/2022

 

Um passeio sobre uma história: um conto sobre o nobre Fragoso

O Estado do Mato Grosso apresenta múltiplas riquezas. Desde o Agro que se apresenta como a mola propulsora do país e, deixa muita gente admirada com sua potência, até as múltiplas influências culturais nacionais e internacionais. Nesse mesmo estado, em seu interior, uma cidade que se apresenta alta até no nome, com características internacionais, com suas ruas de mão inglesa e agradável vegetação já Amazônica um grande homem decidiu assentar-se e projetar sua vasta história.

Sérgio Fragoso, paranaense de União da Vitória, veio ainda menino para o Centro Oeste. Na época, estudando a quinta série, interrompeu seus estudos para acompanhar os pais na vinda para Mato Grosso. Seu primeiro município de estadia foi Marcelândia, região rica em madeira e berço de sua extração. Cultura essa que lhe daria a possibilidade de subsistência para alguns anos do futuro. Ocorreram múltiplas mudanças de cidade que foram acontecendo por parte dos pais com passagem por Guarantã do Norte e Cuiabá. Em Marcelândia, foram quatro moradas. A chegada e assentamento definitivo em Alta Floresta se deu no ano de 1995. Com perspectiva de futuro, Sérgio retoma os estudos a partir da sexta série no ano de 1996 e termina o ensino médio aos 21 anos. Essas turbulências de deslocamento iriam impactar fortemente seu processo de encontro com literatura onde os Gibis eram seus companheiros de adolescência e trampolim literários para sua preparação escrita. Quando se tem foco e objetivo na vida, as dificuldades são vencidas. Sérgio, já maduro e obtendo seu sustento através das atividades madeireiras, iniciou o curso superior em Administração no ano de 2009, graduando-se em 2012 e dando continuidade com pós graduação em Gestão Universitária. Mas qual o verdadeiro motivo de realizar esta pós graduação? Após 16 anos dedicados às atividades em madeireiras, Sérgio inicia sua carreira na Universidade de Mato Grosso (Unemat) de Alta Floresta no ano de 2005 onde segue no Campus até os dias atuais.  

Ser um alto-florestense parece ser estimulante. Para Sérgio, a cidade lhe inspirou a ser um grande escritor. Primeiro de romance e, depois, suspense policial. São vários a serem mencionados: O Colecionador, Mutiladas, Assassino das noivas, Assassinato à Beira mar. Morte na Ceia de Natal, Noite Macabra, Uma refeição especial, Vestido Marsala, Assassinato no Condomínio, uma infinita sequência de escritos que imortalizam o ocupante da cadeira numero 16 da Academia Sinopense de Ciências e Letras. Uma confecção esculpida a toques de formões-canetas dando a impressão de madeira de lei altaflorestense transformada em palavras, com o seu teor geralmente internacional característico, influenciado  por sua patronesse Clarice Lispector e comparado aos exemplos europeus, como as mãos inglesas que as ruas da cidade abarca.

O homem Fragoso parece não se cansar enquanto sua essência exale Brasil adentro e mundo afora. Uma grande editora dando visualização ao seu trabalho e por que não, uma Bienal levando o seu nome na mais alta colocação do País lhe alegraria muito. E chegará. Quem o conhece, sabe do que o nobre cronista se propõe. Alguns sinais já exalam. Foi ganhador do Prêmio Ecos da Literatura em 2021, com Mutiladas sendo o melhor livro nacional. Teremos dúvidas do futuro?

Alta Floresta deve se orgulhar de ser presenteada com um Sérgio Fragoso para chamar de seu. O Brasil deve conhecer cada vez mais o que tem a dizer Sérgio Fragoso, um imortal Colecionador de escritos que nos surpreende permitindo passear sobre uma grande história.  

 Nota: coincidentemente, essa crônica termina aos 19 de maio. Ofereço-na a mais um aniversário de Alta Floresta que completa mais um ano exatamente neste dia. Que você, alta cidade,  siga ganhando mais cores e mais tons com suaves porém, grandes esculpidas escritas de nosso nobre Imortal Sérgio Fragoso. 

 

Escrito pelo Acadêmico - Júlio Casé.