Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Notícias

URBANISMO PARA PESSOAS VIVEREM MELHOR, DE CRISTIANE OLIVEIRA

Publicação: 30/09/2022

A história da humanidade relata que o urbanismo mundial sempre buscou inovações para que as pessoas tenham boa qualidade de vida nos locais onde moram. 

E a pandemia da Covid 19 inaugurou uma nova onda do sentimento de morar e viver bem. Após dois anos de reclusão repentina, o mundo passa pela ressignificação do sentido de morar, imposta pela pandemia. 

Este novo movimento apresenta a casa como a grande protagonista do cotidiano das pessoas. Esta parece ser uma onda irreversível que fará com que morar bem seja cada vez mais significativo.

A pandemia, ao ressignificar a moradia também impulsionou o mundo a chegar à era da experiência dentro dos lares e na construção de espaços aconchegantes e cada vez mais originais.

Mas, como falar em um modo novo de viver dentro de casa sem refletir sobre onde essas moradias estão? O que esses locais precisam ter para que morar tenha um sentido cada vez mais pleno e complemente a satisfação de viver em família, sendo o lugar onde se sonha, realiza sonhos, traça novas metas? Como deve ser o local que abriga e avizinha o que as pessoas vivem diariamente?

Dados também apresentam que dentre as doenças que mais matam atualmente estão as do coração, no entanto, a partir de 2030, o maior número de mortes será causado por doenças mentais como depressão, solidão, angústia, tristeza... suicídio.

Logo, entende-se que a era da experiência em que estamos entrando nos catapulta a tudo que falar com corpo, alma e mente. Isso inclui estética corporal com acesso a academias, clínicas, SPAs, bem como, tudo relacionado a esportes e alimentação de qualidade. 

Um futuro próximo nos reserva maior longevidade, porém, com mais jovialidade. Teremos cada vez mais pessoas com mais idade e mais saúde, devido às preocupações com bem-estar que já temos no mundo de hoje.

Por outro lado, esta fase de estar mais em casa e socializar-se mais com amigos e vizinhos no local onde moram, faz com que as famílias retomem hábitos como sentar-se ao fim do dia numa calçada na frente de casa e ver os filhos brincando enquanto tomam tereré com vizinhos. O excesso de digitalização tem feito com que pais se voltem com preocupação para esse relacionamento com os filhos, pois o celular tem criado uma imensa barreira entre todos os membros da família.

Bem, se caminhamos para uma humanidade mais longeva, também estamos indo a passos largos para crianças, jovens e adolescentes cada vez mais influentes. Eles vivem o frenesi da informação acelerada e já protagonizam grande parte das escolhas da família com a influência adquirida por meios digitais.

Então, o que temos? Adultos que vivem mais e querem mais qualidade de vida e jovens que já estão se formando com grandes conhecimentos sobre tudo e ferozes influenciadores em todas as áreas.

A grande questão é: qual é o espaço para abrigar esses novos hábitos e personalidades?

Certamente, os aglomerados que reúnem estruturas para isso devem atender a todas essas preocupações, e ao olhar para esse novo desenho do viver bem, empreendimentos como condomínios fechados e bairros planejados abertos apresentam-se como conceitos que mais se aproximam da demanda que surge.

No norte de Mato Grosso, na cidade de Sinop (500 quilômetros ao norte de Cuiabá), o conceito de bairro planejado aberto destaca-se em oferecer bem-estar e qualidade de vida para as pessoas que estão vivendo ali. 

A empresa responsável pela implementação de um jeito novo de viver nesta região onde chove seis meses por ano e, os outros seis meses são de intensa seca e baixa umidade, é a JMD Urbanismo, uma jovem de 22 anos, que inovou no Brasil com a visão de inovar lugares para as pessoas viverem melhor.

Além de bairros planejados abertos, a JMD também empreende com condomínios fechados horizontais. E ainda pode ser mais nichado: os condomínios também se dividem em “convencionais” e resorts, aqueles onde é possível morar em um local com estrutura e serviços de resort de hotelaria, tendo a impressão de que você está em férias todos os dias, dentro da própria casa.

 

Inovando lugares 

O gestor de marketing da empresa, Paulo Paroli, explicou que “a JMD Urbanismo busca, em cada um dos seus projetos, oferecer, aos mercados atendidos, diferenciais que têm por principal objetivo melhorar a qualidade de vida dos seus clientes apresentando conceitos inovadores e estruturas de excelência que valorizam os empreendimentos e seus moradores”. Ele contou ainda que a pioneira nos conceitos de bairro planejado e condomínios fechados horizontais na região norte de Mato Grosso, “busca surpreender continuamente a sociedade através de um urbanismo diferenciado, com foco na melhor relação entre as pessoas e o ambiente em que vivem”.

O primeiro empreendimento foi lançado em 2002, o Mondrian Residencial, em Sinop, com 193 lotes. Hoje, um dos metros quadrados mais valorizados de Mato Grosso e seu décimo lançamento aconteceu em setembro deste ano, um resort residencial horizontal, em Rio Verde (GO).

O case da JMD Urbanismo apresenta respostas a todas as tendências citadas acima, pois as estruturas de seus produtos compreendem, inicialmente, preocupações com segurança, saúde e bem-estar das pessoas.

A gestão administrativa dos bairros planejados abertos garante maior segurança aos moradores desses locais, com vigilância e grande estrutura de videomonitoramento nos bairros. Da mesma forma, nos condomínios fechados, que apresentam forte sistema de segurança no controle de acesso aos empreendimentos, gerando maior tranquilidade para as pessoas que ali vivem. 

O quesito segurança é uma das grandes questões atualmente. Ao ter a tranquilidade que a casa e a família estão mais seguros, pessoas sentem-se mais tranquilas sim, pois sabem que o que é de maior valor para elas está sendo cuidado.

Áreas verdes são outra resposta da JMD para a arquitetura do futuro já presente. Todos os seus empreendimentos contam com a beleza cênica de bosques, parques, lagos, extensas áreas verdes, pistas de caminhada em meio a florestas. Cada um ao seu modo, mas sempre tendo a natureza como protagonista.

Em Sinop, o Portal da Mata Residencial é um retrato incrível desta máxima. Uma enorme área de floresta foi mantida dentro do condomínio, na área frontal. Ali, além do pórtico de acesso, tem também sob as árvores nativas, pistas de corrida e ciclismo e, em sua orla, quadras esportivas, salão de festas, parque infantil e restaurante.

O mesmo deslumbre acontece na cidade de Alta Floresta (MT), onde a empreendedora mantém o Aquarela Hamoa, bairro planejado aberto e o Hamoa Resort Residencial, um condomínio fechado.

Logo na entrada da cidade já é possível ser impactado pelo urbanismo inovador do Aquarela Hamoa, com a orla social e esportiva com um lago exuberante, cercado por mata nativa e também muitas quadras esportivas e espaços de lazer. À noite, uma iluminação cênica complementa a beleza do local.

O Hamoa Resort Residencial é um empreendimento de luxo, de extremo bom gosto, também com extensa área verde e orla esportiva e de lazer, que enche os olhos com uma travessia que liga de um lado a outro do condomínio, o complexo de esportes ao restaurante e parque aquático. Estes últimos, com estruturas incríveis de serviços.

O Hamoa inaugurou o conceito de SPA da JMD. O Kaua’i SPA é um luxuoso espaço dentro do complexo, com serviços de massagem, procedimentos de bem estar e salão de beleza. A segunda unidade do SPA foi inaugurada recentemente em Sinop, no Carpe Diem Resort Residencial.

Bom... voltando para Sinop, ter um JMD é objeto de desejo de muitas pessoas, pois a empresa criou um conceito próprio de morar bem. É muito clara a identificação da origem dos locais criados por esta empresa, desde os serviços oferecidos até o bom gosto na sinuosidade do traçado urbanístico ou mesmo na beleza arquitetônica.

E por falar nisso, uma característica muito própria da empreendedora é a imponência de seus pórticos. Cada novo empreendimento é um show de criatividade arquitetônica.

Dentre suas mais imponentes entradas, a do Carpe Diem Resort Residencial, em Sinop, inaugurado em 2014. O redesign de um pôr-do-sol, gigantesco, que abraça a entrada de todos e estonteia com sua imponência.

O Alameda das Cores Residencial, inaugurado em março deste ano, é o mais novo queridinho de Sinop. Um ponto turístico que está encantando pessoas e mudando a cara da cidade. Ousado e moderno, o pórtico do Alameda das Cores mede 73 metros de cumprimento e 12,5 metros de altura, nas cores vermelho, azul e branco, desenhado com a sinuosidade perfeita que transcreve uma alameda.

Os pórticos do Hamoa Resort (Alta Floresta) e do Portal da Mata também são verdadeiras obras de arte que mudaram o cotidiano das pessoas que têm a oportunidade de passar por ali.

Além de estruturas físicas que dão a impressão que estamos fora do Brasil, o conceito artístico em tudo que faz encorpa ainda mais o conceito da JMD, a começar pela poesia na escolha dos nomes: Mondrian Residencial, Aquarela Brasil Residencial, Carpe Diem Resort Residencial, Portal da Mata Residencial, Hamoa Resort Residencial, Aquarela das Artes Bairro Planejado Aberto, Alameda das Cores, Aquarela Hamoa, Aquarela dos Poemas e Hamoa Resort Residencial Rio Verde.

Um lindo chafariz também faz parte da identidade da JMD Urbanismo. Seus bairros planejados abertos contam com fontes de água que já viraram paisagem para as mais lindas fotos. À noite, além da beleza da água, ainda contam com um show de iluminação colorida. É simplesmente de encher os olhos.

Em formato de dente de leão, fluidez das águas forma arco-íris

Além disso, a empresa projeta locais onde é possível morar, trabalhar e estudar. Em seus bairros planejados, há sempre a preocupação de atrair comércios e serviços para criar centralidades urbanas perto de onde as pessoas escolhem para viver.

No Aquarela as Artes, em Sinop, por exemplo, estão instaladas duas grandes faculdades, a sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e, em construção um grande colégio particular e a nova sede do fórum da Comarca de Sinop, com mais de 11 mil metros quadrados.

Estes são alguns exemplos de união entre pessoas, natureza, convívio, serviços, bem-estar, saúde e segurança... o futuro do urbanismo para pessoas.